Escola de Judo Ana Hormigo

Bem-vindos ao Blogue da Escola de Judo Ana Hormigo. Este projeto teve início a 22 de Novembro de 2007 e atualmente conta com diversos núcleos nos concelhos de Castelo Branco (freguesias de Castelo Branco, Alcains e São Vicente da Beira) . Conheça aqui todas as nossas atividades e venha praticar Judo connosco.

Visite-nos em: www.escoladejudoanahormigo.pt





domingo, 12 de julho de 2015

Convívio de Judo “Adaptar é Preciso” foi um sucesso

A Turma de Judo Adaptado da Escola de Judo Ana Hormigo que desenvolve uma parceria com a APPACDM de Castelo Branco, viajou até Almada nos dias 11 e 12 de Julho para participar no convívio de Judo “Adaptar é preciso” organizado pela Associação Distrital de Judo de Setúbal (ADJS) e a APPACDM de Lisboa.
Este convívio envolveu, entre outras atividades, um treino de intercâmbio que juntou, na sala de judo do CCD Pragal em Almada, cerca de 60 judocas dos clubes dessa Associação Distrital e da Escola de Judo Ana Hormigo. Foi proporcionada uma manhã repleta de interação e convívio onde as diferenças foram esquecidas e substituídas por um espírito de interajuda e de cooperação. O Mestre Nelson Trindade, 6º Dan e diretor técnico da ADJS, valorizou este encontro que muito gratifica o trabalho desenvolvido e proporcionado a esta população especial.    
Outra das atividades desenvolvidas neste convívio foi uma aula de surf durante a tarde de sábado na Praia do Dragão - Costa da Caparica, orientada pelo judoca e professor da “Surfers School” Miguel Almeida. Esta iniciativa colocou novamente em reciprocidade judocas com e sem deficiência, judocas do Litoral e do Interior, desta vez oferecendo à beira mar experiências únicas e inesquecíveis a ambos atletas.
Os judocas da Escola de Judo Ana Hormigo puderam ainda pernoitar nas instalações da APPACDM de Lisboa (Quinta dos Inglesinhos) de forma a conhecer esta instituição e a aproveitar diversos passeios pela Costa da Caparica, Almada e Cacilhas.
Esta atividade serviu não só de sensibilização para a família judoca mas também para o público em geral, demonstrando que a deficiência não é barreira neste desporto.
Adaptando todo o indivíduo pode ser judoca e todo o judoca pode ser um melhor cidadão, principalmente quando existe uma envolvência e convivência a este nível, referiram os treinadores Abel Louro e Ana Hormigo. Foi sem dúvida um fim-de-semana gratificante e triunfador em todos os aspetos: na relação entre judocas e professores, na colaboração entre atletas de Judo e de Judo Adaptado e na troca de vivências entre judocas do litoral e do interior.

Esta iniciativa promete ser repetida numa próxima edição em terras albicastrenses de forma a dar a conhecer também o melhor do distrito de Castelo Branco. 
 



Sem comentários:

Enviar um comentário